O Design como um investimento

Teoria das cores: marketing e psicologia
March 26, 2016

O Design como um investimento

O design tem-se tornado uma ferramenta importante na comunicação das empresas. Na XWild procuramos sempre encontrar soluções funcionais e adaptadas aos objetivos de negócio e explicamos a importância de investir em design para diferenciar a oferta de uma empresa e destacá-la da concorrência.

 

O VALOR DO DESIGN

É inegável que o design acrescenta valor a qualquer negócio: permite promover a inovação, diferenciar produtos ou serviços e trazer uma nova força e reconhecimento às marcas.

Segundo o estudo realizado pela Warwick Business School, entre os vários benefícios estão o aumento de quotas de mercado, o crescimento das vendas, a redução de custos e o aumento da eficiência.

O investimento nem sempre tem resultados imediatos a nível financeiro, mas tem um impacto significativo e positivo a longo prazo. As empresas que apostam em design conseguem promover uma marca consistente e criar lançamentos de produto mais eficazes, aumentando assim a taxa de sucesso.

 

ESTRATÉGIA VS. DESPESA

Todas as empresas têm como objetivo a melhor performance possível, ou seja, a rentabilidade. O investimento consistente em design é extremamente rentável, mesmo a longo prazo. Na verdade, de acordo com uma sondagem realizada pela Teknikföretagen, a diferença de rentabilidade pode atingir os 50%.

No entanto, devemos ter em conta o verdadeiro papel do design nos objetivos de negócio de uma empresa: quanto maior a necessidade de mostrar, a curto prazo, os resultados de retorno de investimento a através de uma análise financeira, mais conservador o design se torna, resultando num menor impacto.

 

POTENCIAR O IMPACTO DO DESIGN

Para que possamos maximizar o efeito do design, devemos utilizá-lo como elemento diferenciador: o design é uma ferramenta eficaz na diferenciação de marcas, produtos e serviços. Uma das principais funções do design thinking é idealizar uma solução para um problema real ou para responder de forma adequada às necessidades do utilizador.

Outro aspeto a ter em consideração é a integração do design com o branding já existente: o design thinking é um catalisador para a edificação e desenvolvimento de uma marca, devendo reger-se pelos seus valores e características, de modo a que todo o trabalho seja coerente.